Pessoas da própria comunidade podem fazer parte da encenação de “A Paixão de Cristo de Jaguariúna”

Fotos: Ivair Oliveira/Arquivo PMJ

Estão abertas as inscrições para testes da encenação de Páscoa

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura (SETUC), mobiliza os recursos necessários para a realização de mais um espetáculo ao ar livre. O evento é tradicional e reúne um grande elenco.

Para se inscrever, basta enviar um e-mail para cultura@jaguariuna.sp.gov.br mencionando “TESTE – A PAIXÃO DE CRISTO 2019” junto com nome, personagem para o qual quer fazer o teste. No texto da mensagem o interessado/a interessada deve colocar as seguintes informações: nome, personagem para o qual quer fazer o teste, idade, telefone e endereço completo.

Pessoas de todas as idades estão convidadas para os testes de escolha e definição dos papéis para a encenação. O teste acontece neste domingo, 10, a partir das 14h, no Teatro Municipal.

De acordo com os responsáveis pela organização, no dia do teste os candidatos (as) devem decorar o texto (veja abaixo) que indica a personagem que gostaria de fazer. Caso não haja um texto para a personagem que gostaria, basta decorar o texto homem ou mulher e apresentá-lo à banca de avaliação que estará presente no local.

Após a divulgação dos resultados os candidatos devem estar disponíveis nos seguintes dias e horários para participar nos ensaios: segundas, quartas e quintas-feiras, das 18h30 às 21h, e aos sábados e domingos, das 16h às 20h.

Textos para o teste

JESUS – Satã tu não entendes que o meu destino é plantar sementes de amor ao próximo que, germinarão um dia? E tu bem sabes que, ainda que distante, as trevas onde tu vives, não existirão mais. Tu tens conhecimento de que a escuridão nada mais é do que a ausência da luz. Eu sou a luz e um dia todos os homens serão iluminados e aí tu estarás sem o teu séquito, porque até ele mesmo terá sido iluminado. É isto que tu teme, não é Satã? Já sentiste que até mesmo tu, um dia, poderá voltar a luz e aí, teu grande medo em ver surgir o amor puro no coração dos homens. Tu temes a luz, todos os que te seguem, temem a luz. E eu sei que é grande o teu esforço para aniquilar a luz, mas quanto mais tu e teus comparsas tentam apagá-la, mais ela brilha. Satã eu sei que a minha mensagem é uma ameça para ti, mesmo assim, não abandonarei meus desígnios.

MARIA – Que dor! Que agonia! Foram horas de agonia e ao final recebe-lo em meus braços. Desfalecido, morto, sem vida! Por incrível que pareça em seu semblante não sofrimento, havia paz. Já em meu coração, esse estava destruído! Abalado! Morto, como ele em meus braços. Quem é mãe, irmã, mulher, sabe a dor ter alguém que se ama, sem vida, nos braços.

DEMÔNIO – Olha todos os reinos do mundo. Vê quantas riquezas, quanto poder. Poder Jesus, é tudo o que os homens querem, eles matam por isso, roubam por isso, não há nada mais precioso. Tudo isso está à tua disposição, tudo isso te darei. Bastará prostrar-te diante de mim e me adorares, somente uma vez em toda a tua existência, antes e no final dos tempos. Jesus, o preço é muito pequeno se pensares na recompensa.

ANJO – Levanta-te, toma o Menino e a sua Mãe e retorna à terra de Israel, porque morreram os que atentaram contra a vida do Menino e vá para Nazaré para que se cumpra o que foi dito pelos profetas: Jesus será chamado Nazareno.

JUDAS – Meu nome será sinônimo de desconfiança, armação e Traição! Judas Iscariotes! Jesus era fascinante e misterioso. Quis compreendê-lo, tentar entende-lo durante os anos da nossa caminhada juntos. Me enganei, quando achei que Jesus me ajudaria na minha luta armada contra Roma e contra o Poder. Jesus jamais levantaria uma espada. Seu poder estava no olhar, nas palavras, na oração e principalmente em sua presença.

PILATOS – Soldado traze-me a bacia com água. Diante de todos lavo minhas mãos do sangue deste justo, que, por vontade de todos vós, Jesus seja crucificado. Escrevam em sua Cruz: Jesus Nazareno o Rei dos Judeus. Levai Jesus de Nazaré.

NICODEMOS E JOSÉ DE ARIMATÉIA – Grandes multidões o seguem. Vindos de toda Judéia, de Jerusalém e de além Jordão. Também das bandas de Tiro e de Sidônia afluem massas enormes desde que ouviram falar dos milagres que ele realiza.

ANÁS E CAIFÁS – Temos de nos assegurar agora, para que não percamos o nosso controle sobre o povo. Por isso mandei um de meus soldados, entrar em contato com Judas Iscariotes, um dos seguidores de Jesus, que já está ai fora. Soldado, traga Judas.

SALOMÉ – Disseste que me daria o que eu pedisse diante de todos! Dê me aqui neste prato a cabeça de João Batista! (e levanta a bandeja) Honra tua majestade e cumpre tua palavra de rei.  Quero a cabeça de João Batista em bandeja de prata

HERODES – Como poderá existir um outro rei além de mim? Jamais permitirei que isso aconteça. Guardas! Tenho informações que este novo rei nascerá em Belém. Ide para Belém e matai todas as crianças de qualquer idade. Quero todas as crianças mortas, e quero suas cabeças diante de mim.

CRIANÇAS – Senhor, eu moro longe daqui e pedi para o meu pai me trazer para te conhecer, mas ele falou que era longe demais, então fugi… Não me mandes embora!

NARRADOR – No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.

MULHER – Em Jesus há algo maior que em qualquer outro homem. Convivendo com Ele, aprenderás que se cometer um ou mil pecados, desde que se arrependas sinceramente, sempre terás uma nova chance! Venha, caminhe conosco e viverás uma nova vida.

HOMEM – A possibilidade de Jesus de Nazaré ser realmente o Messias que o nosso povo espera. Eu só sei que, como nosso irmão José, eu o ouvi pregar. Fui movido a me libertar e comecei a ver as coisas de uma maneira mais clara. Eu fiquei consciente que com as maravilhas e sinais, que Deus pode estar com ele, e através dele, conosco.

 


Comentários