Por dia, 31 mil refeições são servidas a 27 mil alunos na merenda escolar de Mogi Guaçu

A merenda escolar distribuída nas escolas da rede pública recebe a gestão da própria Secretaria de Educação de Mogi Guaçu. Os investimentos aplicados asseguram, diariamente, o fornecimento de 31.267 refeições aos 27.318 alunos matriculados no Município.

Os alimentos servidos são atestados por órgãos de fiscalização. A comprovação da qualidade da merenda está no cardápio que é fornecido nas unidades escolares, creches e entidades filantrópicas.

Por exemplo, nos CEIs (Centros de Educação Infantil), que atendem em tempo integral, às segundas-feiras os alunos têm café da manhã com leite com achocolatado, bolachas doce e salgada. No intervalo, ainda pela manhã, ocorre a distribuição de frutas.

O almoço dos alunos é preparado com arroz, feijão, preparação com ovo (que pode ser omelete de forno, omelete de frigideira, ovos fritos, ovos mexidos, salada de batata com ovos, salada de ovos) ou legumes refogados. O lanche da tarde contém bolo, leite com achocolatado e o jantar, servido à tarde, é feito com macarrão alho e óleo.

O cardápio nos CEIs varia dia após dia. O almoço de terça a sexta conta com o fornecimento de algum tipo de carne (bovina, suína, frango ou peixe). Isso comprova a preocupação com a qualidade do que é distribuído nas EMEFs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental), CEI Berçário, EMEI (Escola Municipal de Ensino Infantil), EMEI Integral e escolas estaduais, além das entidades filantrópicas conveniadas com o Município.

A logística do serviço é outro ponto fundamental para o sucesso da merenda escolar em Mogi Guaçu. Carne, suco e iogurte são entregues nas próprias unidades escolares. Já os demais gêneros alimentícios chegam à Secretaria de Educação, onde é feita triagem e a distribuição adequada para cada estabelecimento de ensino, de acordo com a clientela atendida.

O cardápio é definido por uma equipe de nutricionistas, que assegura melhor distribuição dos nutrientes dos alimentos. Não faltam alimentos ricos em carboidratos, vitaminas, sais mineiras e fibras, proteínas, açúcares, doces em geral e gorduras que devem ser consumidos com moderação, ingestão de água para o bom funcionamento do organismo, entre outros. Outra prática recorrente é quanto à limpeza e higiene dos alimentos e também do ambiente onde a merenda é preparada.

Em cada unidade escolar existe um órgão fiscalizador criado pela própria Secretaria de Educação, que é “Amigos da Merenda”, formado por pais que atestam a qualidade dos alimentos, verificam o cardápio regularmente e sugerem até mesmo possíveis mudanças de serem feitas.

Outros itens não ficam de fora do cardápio, como sucos, iogurtes, frutas e lanches, mas sempre na observância de cada faixa etária. Por exemplo, nos berçários, os alimentos diferem dos que são entregues nas escolas.

Todo esse trabalho tem o único objetivo de assegurar que os alunos atendidos na rede pública, independente do nível de aprendizado, consumam alimentos de qualidade, aprovados pelos pais e atestados pelo Conselho de Alimentos, órgão que fiscaliza a qualidade da merenda escolar de Mogi Guaçu.

  

Comentários