fbpx

Prefeitura apresenta projeto Aprendiz Legal a empresários nessa quarta

Com o objetivo de contribuir para a formação de jovens holambrenses e incentivar o ingresso deles ao mercado de trabalho, a Prefeitura apresenta nessa quarta-feira, em 1º de novembro, o Programa Aprendiz Legal a empresários da cidade. A iniciativa é resultado de parceria firmada entre a Prefeitura e o Centro de Integração Empresa-Escola, o CIEE.

O projeto, cuja implementação foi intermediada pela professora da disciplina de Turismo da Rede Municipal, Gabriela Rezende, será exposto a empresas e jovens interessados a partir das 19 horas, no Salão da Terceira Idade. A participação é livre.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, mais de 200 mil jovens entraram no mercado através da lei de Aprendizagem Profissional. O balanço mostra ainda que entre janeiro e junho de 2017 foram mais de 200 mil admissões na condição de aprendizes em todo o Brasil.

Para participarem, os jovens precisam estar na faixa etária de 14 a 24 anos incompletos (exceto no caso de pessoas com deficiência, quando não há limite de idade) e estar cursando ou ter terminado o Ensino Básico/Médio.

A ação, segundo Gabriela, vem para suprir uma demanda de conhecimento prático identificada em sala de aula. “Holambra é uma estância turística e trabalha há três anos com esse tema nas escolas municipais. No dia-a-dia, passamos a entender que a vivência dessa atividade é muito importante para a compreensão do potencial de oportunidades que o turismo proporciona às pessoas”, conta. “Esse projeto é fruto desse entendimento”.

Para a diretora municipal de Turismo e Cultura, Alessandra Caratti, que deu apoio à iniciativa, preparar os jovens é fundamental para a profissionalização dos serviços de turismo em Holambra. “É um programa bom para o estudante, bom para as empresas e bom para a cidade”, destaca.

A disciplina de Turismo, segundo o diretor municipal de Educação, Amarildo Boer, faz parte da grade curricular de alunos holambrenses desde 2014. De acordo com ele, a intenção é permitir que os jovens conheçam melhor sua cidade e compreendam a importância dessa atividade econômica para o desenvolvimento econômico e social do município.

Matéria: ASCOM

  

Comentários