Prefeitura de Mogi Mirim vai injetar 2,4 milhões na economia local

Com o objetivo de aquecer a economia e minimizar os efeitos da crise decorrente da pandemia de Covid-19, a Prefeitura decidiu antecipar a primeira parcela do 13º salário de todos os servidores municipais.

A sugestão da antecipação do 13ª salário aos servidores municipais foi da vereadora Luzia Cristina e prontamente acatada pelo Prefeito Paulo de Oliveira e Silva, pelo  Secretário de Administração, Mauro Nunes e pelo secretário de Finanças, Mauro Zeuri.

“Estamos vivenciando um momento difícil. Os gastos nos supermercados, por exemplo, dobraram. Por isso, sugeri a antecipação do 13º como forma de ajudar os servidores a reequilibrarem seus orçamentos”, comentou Luzia.

A antecipação de 50% do 13º salário vai beneficiar os servidores que fazem aniversário de julho a dezembro. São aproximadamente 1.300 servidores que receberão um total aproximado de 2,4 milhões já no próximo pagamento, em 30 de junho.

“Quem faz aniversário no primeiro semestre já recebeu a antecipação da primeira parcela do 13º no mês de aniversário. Mas, agora, anteciparemos para todos os servidores municipais, o que vai resultar em mais dinheiro circulando e aquecendo o comércio local neste momento de crise”, ressaltou o secretário de Administração, Mauro Nunes.

De acordo com o secretário de Finanças, Mauro Zeuri, o montante de 2,4 milhões resultante da antecipação da primeira parcela do 13º salário já vinha sendo reservado desde o início do ano. “Esse pagamento antecipado tem um aspecto social. Precisamos fazer a nossa economia girar para minimizar os impactos econômicos da pandemia. Por isso, fizemos um esforço para adequar as dotações, analisar a entrada de receitas e viabilizar o pagamento antecipado”, enfatizou Zeuri.

Para o Prefeito Paulo de Oliveira e Silva, a antecipação da primeira parcela do 13º salário a todos os funcionários públicos municipais não só atende a uma reivindicação antiga do Sindicato dos Servidores, como também auxilia o comerciante, que terá – por consequência – maior giro e movimentação financeira.

“A ideia da Luzia veio em um ótimo momento. A Prefeitura tem o compromisso de auxiliar os servidores e também o comércio local. Esta medida visa fazer com que os servidores municipais reequilibrem seus orçamentos e gastem no comércio local, auxiliando a categoria de comerciantes a vender mais, mesmo neste momento difícil da economia”, ressaltou o prefeito.

  

Comentários