Prevenção será foco de campanha de combate à AIDS em Mogi Guaçu

O dia 1º de dezembro é lembrado como o Dia Mundial de Luta contra a AIDS, data definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 7 de novembro de 2017, por meio da Lei Federal 13.504, foi instituído no Brasil a Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis, como sífilis, infecção por Papiloma Vírus/HPV, dentre outras, denominando o último mês do ano como Dezembro Vermelho.

“Durante este mês, é utilizado um laço vermelho que representa o símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a AIDS. A campanha tem como foco a prevenção, destacando o uso do preservativo, assistência, proteção e promoção dos direitos das pessoas que vivem com HIV/AIDS”, explicou a enfermeira da Vigilância Epidemiológica (VE), Rosa Maria Pinto.

Em Mogi Guaçu, na data de 1º de dezembro, no período da manhã, profissionais da equipe da Vigilância Epidemiológica, contando com a colaboração de estudantes da Faculdade Municipal Professor Franco Montoro, estarão distribuindo material informativo na praça Rui Barbosa (Recanto) e no terminal de ônibus dos Ingás. E, durante o mês de dezembro, as unidades básicas de saúde do município abordarão a temática

“Será uma campanha de mobilização de incentivo a testagem de HIV e sífilis. A finalidade é conscientizar sobre a importância da realização do exame. Com um diagnóstico precoce e a adesão a uma instituição de tratamento, contribuem para a redução da transmissão e preservação da qualidade de vida dos indivíduos infectados pela doença”, comentou ela.

Rosa Maria Pinto disse que a cada ano o Dia Mundial da Luta contra a AIDS deve servir para desenvolver e reforçar o esforço mundial da luta contra a doença. “É preciso estabelecer o entrelaçamento de comunicação, promover troca de informações e experiências e, principalmente, de criar um espírito de tolerância social”, finalizou a enfermeira.

  

Comentários