PROJETO ‘TRILHAS DA MOGIANA’ TERÁ CICLOVIA EM TRECHO DE ANTIGO LEITO FERROVIÁRIO ENTRE JAGUARIÚNA E PEDREIRA

O projeto Trilhas da Mogiana, uma parceria entre as prefeituras de Jaguariúna e Pedreira, pretende estimular o turismo na região do Circuito das Águas com a ocupação do antigo leito ferroviário em trecho que liga as duas cidades.

A proposta é construir uma ciclovia sobre o leito férreo desativado que margeia o Rio Jaguari, entre os dois municípios, numa extensão de 11 km, sendo 5 km em Jaguariúna e o restante em Pedreira.

Segundo o secretário de Mobilidade Urbana de Jaguariúna, Josino Silva, que coordena o projeto na cidade, já foi feita a limpeza do local e o início da obra aguarda alguns trâmites burocráticos, como a cessão provisória de todo o trecho, que pertencia à extinta Fepasa, hoje patrimônio da União.

“Numa segunda fase do projeto, outra ciclovia ligará Jaguariúna a Santo Antonio de Posse e também utilizará o antigo leito da via férrea, numa extensão total de aproximadamente 12 km. O projeto ainda está em fase de planejamento”, informa Josino.

Ele lembra que o trajeto da linha entre as cidades é de “rara beleza”. “Já realizamos os trabalhos de limpeza de todo o trecho e o projeto prevê a iluminação do trajeto, além da instalação de câmeras de monitoramento. Será com certeza um grande atrativo turístico para os municípios”, diz o secretário.

BELEZA E HISTÓRIA

Além da beleza natural do trecho, que corta mata nativa à beira do Rio Jaguari, o local também faz parte da história das cidades. O trecho pertencia à Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. Fundada em 1872 por produtores de café, a Mogiana inaugurou seu primeiro trecho, Campinas–Jaguariúna, em 1875, com a presença do Imperador Dom Pedro II.

Anos depois, chegou a Ribeirão Preto e estendeu um ramal para leste. Mais adiante, adquiriu pequenas ferrovias e construiu ramais na região norte do estado de São Paulo e na região sul de Minas Gerais.

  

Comentários