Pugilistas de Mogi Mirim e Campinas mostram toda sua técnica no Batalha Boxe Profissional

Em duas das melhores lutas da noite, dois pugilistas da nova geração, Matheus da Silva, da cidade de Mogi Mirim (SP), e Wallison Henrique Fagundes, de Campinas (SP), comemoraram vitórias no Batalha Boxe Profissional, evento realizado neste sábado (7), na quadra dos Gaviões da Fiel, na capital paulista. Cerca de 700 pessoas, torcendo muito a cada golpe, lotaram o espaço para acompanhar os 15 combates disputados – um no amador e 14 no profissional.

Em luta pelo card principal profissional, categoria Meio Pesado, Matheus, 20 anos, derrotou por nocaute, aos 2min07seg do terceiro round, Rafael da Conceição Silva, o “Sonic”, 27 anos, do Guarujá (SP), mostrando muita técnica e comemorando sua quarta vitória no pró, a terceira por nocaute. “Estou no boxe há quatro anos, vim do jiu-jitsu, que pratiquei por seis anos. Foi uma luta dura, mas valeu muito. Agora, o próximo passo é me preparar para disputar o título brasileiro, no dia 19 de outubro, na minha cidade”, destacou Matheus.
Quem também fez uma grande luta no card principal profissional, mas na categoria Médio, foi Walisson, 21 anos, de Campinas, que mostrou todo o seu potencial e venceu por nocaute Saimon Machado Salvador, 19 anos, do Guarujá (SP), aos 41seg do sexto round. “Foi minha terceira luta no pró e terceiro nocaute. Graças a Deus consegui a vitória, em um combate muito difícil. Já esperava isso. Foi a primeira vez que disputei seis rounds, o que foi bom para mim. Tenho muito que aprender. O próximo passo é treinar ainda mais, em busca de novos resultados”, comemorou Walisson.

A noite de boxe do Batalha foi destaque com dez nocautes, combates equilibrados, pugilistas experientes e, também, novos nomes do esporte mostrando muito potencial, sem falar no entusiasmo do público. Participaram atletas de 10 estados – Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe. A programação teve uma luta amadora (3 rounds), oito do card preliminar profissional (4 rounds), quatro do card principal profissional (6 rounds) e duas Super Lutas (6 e 8 rounds).

Homenagem de Éder Jofre – O evento contou com a presença do bicampeão mundial, Éder Jofre, que acompanhou os combates e subiu ao ringue para ser homenageado pelos Gaviões da Fiel, com um troféu. “Muito obrigado a todos vocês”, agradeceu Éder.

Esta foi a segunda edição do Batalha Boxe Profissional, em uma parceria entre a promotora Cruel Fight, o Batalha MMA – que tem como responsável o promotor Ivan Albuquerque – e o Departamento de Esportes da Gaviões da Fiel, com supervisão do Conselho Nacional de Boxe (CNB). No espaço, ao longo do programa, teve também, música, iluminação especial e telão, como já se tornou atração nos eventos da Cruel Fight. O DJ Gavião comandou o som e a noite foi encerrada com uma roda de samba.

Cruel Fight traz conceito inovador para o boxe – A Cruel Fight é comandada pelo boxeador Fernando Cruel, bicampeão brasileiro de boxe profissional, considerado um dos principais pugilistas da atual geração no Brasil, e o empresário Marcelo Jabur, que usa sua experiência em organização de eventos de entretenimento e corporativos para trazer glamour ao esporte. Uma promotora com ideias inovadoras, que quer ajudar, com diferentes eventos e atividades, a mudar a realidade atual da modalidade no País.

O objetivo é tornar o esporte mais atrativo para quem pratica e para quem acompanha, resgatando a história vitoriosa do boxe brasileiro, os grandes momentos do passado, no Brasil e fora dele, agora com uma pegada moderna.

Resultados
Card Amador
– Erick Washington Resedá, o “Sorriso” – (São José dos Campos – SP) – por nocaute técnico no 1º assalto diante de Alexssandro Batista de Mendonça, o “Gardenal”, (de Alagoas, radicado em Peruíbe – SP) – 67Kg / Elite.

Card Preliminar
– Adilson Rolon de Oliveira, o “Zaka”, (São Paulo – SP) por nocaute no 1º assalto diante de Rogério Rodrigues de Oliveira, o“Didi” (Canaã dos Carajás -PA, radicado em São Paulo – SP) – Super Leve
– Leandro Silva de Oliveira, o “Soldado” (Osasco – SP) por nocaute no 1º assalto diante de Genário Barbosa dos Santos, o “Sapão” (Dom Basílio – BA, radicado em Osasco – SP) – Meio Médio
– Edson de Oliveira Silva, o “Firma” (São Paulo – SP) por nocaute no 3º assalto diante de Bruno Pereira de Oliveira, o “Bruninho” (São Paulo – SP) – Meio Médio
– Alan Nascimento Villar (Praia Grande – SP) por nocaute técnico no 2º assalto diante de Guilherme Castagnazzi Ribeiro (São Paulo – SP) – Super Meio Médio
– Daniel Araujo, o “Eddie Murphy” (da Bahia, radicado em São José dos Campos – SP) por pontos diante de Juliano Wagner Silva, o “El Lobo” (Natal – RN) – Leve
– Bruno Tavares Santos, o “Beirute” (Guarujá – SP) nocaute no 3º assalto diante de Luis Carlos Castro, o “Luisão” (Mato Grosso, radicado em Embu das Artes) – Cruzador
– Bruno Cesar de Paula (Votorantim – SP) por pontos diante de Marcio Willian Azevedo (Osasco – SP) – Meio Pesado
– Nelson de Oliveira Soares Jr. (São Paulo – SP) por pontos diante de Romenigue Silva Menezes (Guarujá – SP) – Cruzador

Card Principal Profissional
– Paulo Tebar Bastos, o “Sniper” (São Paulo – SP) nocaute técnico no 4º assalto diante de Wellington Deleon Costa, o “Mexicano” (Campo Grande – MS, radicado em Guarulhos)) – Médio
– José Conceição Nascimento (Simão Dias – SE, radicado em São José dos Campos – SP) por pontos diante de Ademir de Jesus Machado (São Bento – MA, radicado em Campinas) – Médio
– Matheus da Silva (Mogi Mirim – SP) nocaute no 3º assalto diante de Rafael da Conceição Silva, o “Sonic” (Guarujá – SP) – Meio Pesado
– Walisson Henrique Fagundes (Campinas, SP) por nocaute no 6º assalto diante de Saimon Machado Salvador (Guarujá – SP) – Médio

Super Lutas Profissionais
– Alexsandro Rocha Cardoso, o “Pit” (Vila Velha – ES, radicado em São Paulo – SP) por nocaute no 1º assalto diante de Diogo da Conceição Oliveira, o “Dhalshim” (São Vicente – SP, radicado na capital paulista) – Pesado
– Eduardo Reis, o “La Dinamita” (Osasco – SP) por pontos diante de Daniel Lima Santos, o “Sem Massagem” (Praia Grande – SP) – Super Leve

 

 


Comentários