fbpx

Secretaria de Obras programa recape da Avenida Suécia a partir de quarta-feira, 16

A Construtora Scala Guaçu iniciará o recapeamento asfáltico da Avenida Suécia nesta quarta-feira, dia 16, se o tempo continuar estável e não chover. A previsão era de que o serviço começasse nesta segunda, mas a empresa precisou de mais dois dias para terminar uma obra em Minas Gerais.

Quarta-feira está dentro do prazo de cinco dias para iniciar a obra, de acordo com a Ordem de Serviço emitida pela Secretaria de Obras e Viação no último dia 9. A Avenida Suécia tem 3 quilômetros de extensão a serem recapeados e será a primeira a receber a melhoria nesta segunda fase de obras de recuperação da pavimentação das principais vias de Mogi Guaçu.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, calcula que o serviço na Avenida Suécia poderá ser concluído dentro de uma semana a, no máximo, 10 dias trabalhados, isto é, desde que não seja interrompido por mau tempo. O recape será executado por trechos, iniciando o primeiro a partir da rotatória da Rodovia SP 342 (Mogi Guaçu – Espírito Santo do Pinhal) até a Rua Mário Jacinto.

O segundo trecho desse ponto a Rua Alberto Chabregas, o terceiro até a rotatória da Mallmann, o quarto, até a rotatória do Jardim Novo, o quinto até a rotatória da Avenida Emília Marchi Martini, e sexto e último até a Ingredion. Segundo Salvador Franceli, cada trecho deverá ser concluído em um dia e será liberado para o trânsito em seguida. Agentes de trânsito, funcionários da SOV e guardas municipais cuidarão da segurança nos pontos interditados.

A próxima a ser recapeada será a Avenida Padre Jaime, onde a SOV estuda eliminar cruzamentos que geram pontos de conflito no trânsito, como foi feito na Avenida Bandeirantes, recapeada na primeira fase das obras. Depois da Padre Jaime será recuperada a pavimentação da Rua Paula Bueno, desde a Ponte da Guitierrez até o acesso à estrada para a Roseira, no Jardim Califórnia, e, por último, a Avenida Nico Lanzi.

Nesta segunda fase serão executados 126.487,87 metros quadrados de recapeamento, ao custo de R$ 2.897.000,00, somados R$ 2,5 milhões repassados pelo Governo do Estado e R$ 397 mil de contrapartida da Prefeitura. O prazo para conclusão das obras é de seis meses, mas Salvador Fraceli Neto estima que o serviço todo pode terminar em 60 dias trabalhados.

  

Comentários