Sistema de desinfecção da ETE de Martinho Prado deve ficar pronto em 60 dias

Pelo estágio atual, a construção do sistema de desinfecção final da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) do Distrito de Martinho Prado Júnior deve ser concluída dentro de dois meses.

A previsão é do superintendente do SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Elias Fernandes de Carvalho. A obra recebe investimentos de R$ 427.138,22 e está sendo executada pela empresa Bernardes Souza, de Lindóia.

O valor corresponde à soma de R$ 390.483,09 em recursos do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) com R$ 26.655,13 de contrapartida em recursos próprios do SAMAE.

A desinfecção é o último ciclo do tratamento de esgoto, que garante a cloração e o lançamento do esgoto tratado no Rio Mogi Guaçu. A obra é um dos 10 projetos do SAMAE aprovados pelo FEHIDRO a partir de 2013.

  

Comentários