Vacina contra Febre Amarela começa a ser agendada esta semana

O sistema de distribuição de doses da vacina contra a Febre Amarela em Holambra, feito atualmente às sextas-feiras por ordem de chegada, passa por mudanças a partir desta semana. Quem pretende tomar a vacina a partir do dia 2 de março deverá fazer agendamento prévio presencialmente no setor de Vigilância em Saúde, no Paço Municipal. A agenda será aberta semanalmente na quinta-feira que antecede o dia de vacinação, das 13h às 16h.

A alteração, segundo o diretor municipal de Saúde, Valmir Marcelo Iglecias, atende a diversos pedidos feitos por moradores ao longo das últimas semanas. A intenção é organizar e oferecer mais conforto àqueles que hoje enfrentam filas logo pela manhã em busca de uma senha.

“Recebemos, por semana, um número específico de doses do Estado. Então não há um sistema perfeito, que atenda a todos imediatamente. Nosso objetivo, com o agendamento, é melhorar o formato atual de distribuição de senhas em atendimento aos pedidos dos moradores”, explicou.

De acordo com Valmir, o agendamento acontece sempre um dia antes da vacinação – que segue acontecendo às sextas-feiras. Os holambrenses que quiserem ter acesso à dose no dia 2 de março, portanto, deverão agendar o atendimento na quinta-feira, dia 1º.

“Nesse momento de agenda uma enfermeira fará a triagem dos pacientes, evitando que moradores que não necessitem ou não possam tomar a vacina percam tempo em filas na sexta-feira”, disse.

Para realizar o agendamento será necessária a apresentação do Cartão Cidadão e, caso possua, da Carteira de Vacinação. Até o momento Holambra não registrou casos suspeitos ou confirmados de Febre Amarela.

Quem não deve tomar a vacina
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), doadores de sangue que realizaram o procedimento de doação há menos de 30 dias devem esperar para receber a dose. Gestantes e mulheres que amamentam há menos de 6 meses também devem aguardar. A vacina também não é indicada para bebês com menos de 9 meses e idosos acima de 60 anos. Pessoas com doenças autoimunes e diabéticos também precisam procurar um médico antes de receber a dose.

Matéria: ASCOM

  

Comentários