Vencedores do 11° Festival de Teatro de Mogi Guaçu são premiados

A Secretaria Municipal de Cultura anunciou na noite de domingo, 29 de maio, os ganhadores do 11º Festival de Teatro de Mogi Guaçu. A cerimônia de premiação aconteceu no Teatro Tupec, no Centro Cultural, e consagrou como vencedora a peça E o Sol Avermelhou, da Cia Arte-Móvel, de Santa Bárbara D’Oeste. O grupo recebeu R$ 3.000 de prêmio. Antes do evento oficial, teve apresentação do espetáculo Só não Levante o meu Tapete, de Angélica Colombo.

Além de melhor peça, o grupo de Santa Bárbara D’Oeste ganhou em mais quatro categorias: Lays Ramires (melhor atriz e melhor iluminação), Otávio Delaneza e Vinícius Pestana (melhor cenário) e Giovani Bonfim (melhor sonoplastia), totalizando cinco prêmios.

Além dos vencedores, outros cinco grupos participaram do festival com as peças: O doente Imaginário – Zéfiros Cia de Teatro, de Salto; Esperando na Rodô – Cia Sítio do Jeca, de Pirassununga; Kaputt – Cia do Voo de Teatro, de São Paulo; Re-tratos – Cia Nós Que Tá, do Rio de Janeiro e Tenha dó, Rosa – A Deriva Grupo de Teatro, de Londrina.

A peça O doente Imaginário (2º lugar) foi a maior vencedora da noite com sete premiações, ganhando, inclusive, o de melhor direção com Sérgio Rodrigues e Thiago Martinez. Os outros vieram com Thiago Martinez (melhor ator), Pamela Simplício (atriz coadjuvante), Rafael Medeiros (ator coadjuvante), Maisa Francischinelli (melhor figurino) e Rafael Medeiros e Gustavo Santos (melhor maquiagem). O grupo ganhou R$ 2.000.

O 3º lugar ficou com a peça Tenha dó, Rosa, que venceu também na categoria de ator revelação com Bruno Prado. Este grupo recebeu R$ 1.000 de premiação. A peça Re-tratos ganhou o prêmio de atriz revelação com Karine Braz.

Estiveram presentes na cerimônia de premiação o secretário municipal de Cultura, André Sastri, os jurados do festival André Luiz Rodrigues, Evandro da Silva Braga e Romildo Augusto, além dos grupos participantes. “O Festival de Teatro é uma importante opção cultural de Mogi Guaçu, apresentando peças de qualidade para a população e, ao mesmo tempo, contribuindo com a formação de atores, diretores e técnicos. A cada ano, o nível vem aumentando, o que demonstra a seriedade do festival”, comentou o titular da pasta.

  

Comentários