fbpx

Vendas de romã dobram na Ceasa com a chegada do Ano Novo

As vendas da fruta romã dobraram em dezembro, na Ceasa (Centrais de Abastecimento de Campinas), quando comparadas com os outros meses do ano. Isso por causa da proximidade das festas de Ano Novo. Segundo o técnico de mercado, Heitor Correa, “durante os onze meses de 2015, por exemplo, foram ofertados 17.738 quilos da fruta. Só no mês de dezembro já foram comercializados 3.219 quilos”, explicou.

Para o permissionário da Central, Michel Ramon de Camargo, no último mês do ano há um aumento considerável na procura da fruta. “Dezembro é o mês de maior venda de romã, por superstição ou tradição. Os consumidores não têm o hábito de consumir a fruta durante o ano”, explicou.

A romã pode ser utilizada como aperitivo, sobremesa ou transformada em suco. “O aumento no consumo no final do ano se dá, também, graças às simpatias. O objetivo é trazer felicidade e dinheiro”, ressaltou Antônio Vieira, funcionário de um permissionário da Ceasa.

Para atrair dinheiro, além de comer sete partes de uma romã deve guardar as sementes na carteira.

FUNCIONAMENTO
O Mercado de Hortifrutigranjeiros da Ceasa Campinas tem alteração no funcionamento neste final de ano. Funciona de forma facultativa, até as 12h na quinta-feira, dia 31/12. Fica fechado na sexta-feira, dia 1º de janeiro. No sábado, dia 2, funciona de forma facultativa, das 7h às 11h. A partir de segunda-feira, 4 de janeiro, volta ao funcionamento normal.

SERVIÇO
O Mercado de Hortigranjeiros da Ceasa-Campinas movimenta mais de 60 mil toneladas de frutas, verduras e legumes por mês, o equivalente a cerca de R$ 95 milhões mensais. Numa área de 300 mil m2, o cliente encontra serviços de apoio completos como lojas de insumos e embalagens, plataformas de carga e descarga cobertas, galpões de beneficiamento, câmaras frias, acesso gratuito à internet, amplo estacionamento e depósitos.

São mais de 570 permissionários (comerciantes) em cerca de 830 lojas (boxes e pedras) que se destacam por garantir um mix completo do setor de hortaliças e frutas das comuns às mais exóticas, além de ovos, peixes, grãos, alimentos secos e cereais. Recebe cerca de 20 mil clientes vindos de todas as regiões do País. É responsável pelo abastecimento de mais de 500 municípios e recebe produtos de 700 localidades, inclusive do exterior, em especial dos Estados Unidos, países da América Latina e da Europa, da Nova Zelândia e da China.

  

Comentários