Cultura prepara cadastro para artistas informais e organizações receberem auxílio emergencial

Criada para ajudar profissionais e organizações culturais que perderam a renda em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19), a Lei Aldir Blanc trará benefícios para a área em Mogi Mirim.

A Secretaria de Cultura e Turismo lança, nas próximas semanas, um cadastro digital para a inscrição de profissionais e organizações culturais e selecionar, através de um grupo de trabalho, quem poderá usufruir de auxílio emergencial.

Os trabalhadores da Cultura deverão receber três parcelas de R$ 600, enquanto o auxílio para manutenção de espaços, pequenas empresas e organizações comunitárias varia entre R$ 3 mil e R$ 10 mil por mês.

A lei, de autoria do governo federal, determina o repasse de recursos financeiros para estados, Distrito Federal e municípios. O nome Aldir Blanc é uma homenagem ao compositor e escritor que morreu no início de maio devido ao coronavírus.

  

Comentários