JAGUARIÚNA AMPLIA HORÁRIO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID PARA INICIAR IMUNIZAÇÃO DE PESSOAS A PARTIR DE 50 ANOS NESTA QUARTA

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vai ampliar o horário de vacinação contra a Covid-19 para atender a antecipação do calendário de vacinação, anunciada pelo Governo do Estado neste domingo (13). A partir desta quarta-feira, dia 16 de junho, começam a ser vacinadas pessoas de 50 a 59 anos de idade das 9h às 19h, no Parque Santa Maria.

Segundo a Secretaria de Saúde, a vacinação contra a Covid para este novo público prossegue na quinta e na sexta-feira, dias 17 e 18, sempre no mesmo horário e local. Já nesta segunda e terça-feiras, dias 14 e 15, a imunização ocorre das 15h às 19h, para os demais públicos que já iniciaram a vacinação.

O novo calendário de vacinação no Estado foi anunciado no domingo pelo governador João Doria e prevê a vacinação de toda a população adulta dos 645 municípios de São Paulo até 15 de setembro, antecipando em 33 dias a estimativa de conclusão do cronograma anterior.

Segundo o Governo do Estado, trata-se do maior avanço já definido na campanha de vacinação contra o coronavírus em São Paulo, com doses garantidas para início da imunização dos adultos de 40 a 59 anos ainda em junho. Somente neste mês, a previsão do PEI (Programa Estadual de Imunização) é que 7,45 milhões de adultos do Estado de São Paulo recebam a primeira dose até o final deste mês.

Veja as datas para cada faixa etária:

Adultos de 50 a 59 anos: 16 a 22 de junho

Adultos de 43 a 49 anos: 23 a 29 de junho

Adultos de 40 a 42 anos: 30 de junho a 14 de julho

Adultos de 35 a 39 anos: 15 a 29 de julho

Adultos de 30 a 34 anos: 30 de julho a 15 de agosto

Adultos de 25 a 29 anos: 16 a 31 de agosto

Adultos de 18 a 24 anos: 1º a 15 de setembro

O pré-cadastro no site Vacina Já (www.vacinaja.com.br) é recomendado para todos os públicos incluídos no calendário de imunização e economiza até 90% no tempo de atendimento nos postos. O preenchimento antecipado não é obrigatório, mas facilita o trabalho dos profissionais de saúde e também reduz as chances de aglomeração nos pontos de aplicação das vacinas.

Foto: Ivair Oliveira

  

Comentários