Jaguariúna conquista polo presencial da Univesp a partir de 2018

Após ter participado de um chamamento público e apresentado as condições necessárias para receber o investimento, a Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria municipal de Educação, foi uma das selecionadas para celebrar convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência Tecnologia e Inovação do governo estadual e receberá um Polo de Apoio Presencial para funcionamento dos cursos de nível superior à distância oferecidos pela Univesp – Fundação Universidade Virtual do Estado de São Paulo.

O resultado da seleção foi anunciado na última sexta-feira, 27 de novembro, e deixou bastante satisfeitos o prefeito Gustavo Reis e a secretária de Educação, Cristina Pinto Catão Bonini Hosikawa. “Não sabemos ainda quais cursos a Univesp vai oferecer aqui em Jaguariúna, mas só a conquista dessa unidade para o município é para ser comemorada mesmo, pois tivemos um trabalho danado”, frisou a secretária.

Segundo ela, na quarta-feira (1º de novembro) a Univesp deve divulgar quais cursos serão implantados e eles atenderão as necessidades de cada município. O polo presencial da Universidade Virtual será instalado no prédio da Escola Municipal Coronel Amâncio Bueno, onde deverão ser criadas de 200 a 400 vagas (em estudo) e as atividades serão desenvolvidas a cada 15 dias. Para ingressar na Univesp os candidatos prestarão uma prova de vestibular.

Passo a passo

“Começamos a conquistar esse polo da Univesp quando participei de uma reunião em Itapira, representando o prefeito num encontro com o diretor da universidade, Ricardo Bocalon. Naquela ocasião ele anunciou que a entidade de ensino superior se preparava para ampliar suas atividades e incentivou a todos que apresentassem seus projetos. Corremos atrás e hoje, com muita satisfação, estamos colhendo os frutos”, ressaltou Cristina Catão.

O prefeito Gustavo Reis, por sua vez, disse estar muito satisfeito em saber que o município poderá contribuir com a formação superior de inúmeros moradores e anunciou ter autorizado a compra de 50 notebooks para uso dos alunos da Escola Amâncio Bueno e dos alunos do polo presencial da Univesp. “Sempre digo que priorizamos investir nas pessoas, e essa compra tem esse objetivo: oferecer novas oportunidades para um futuro melhor”, disse.

Matéria: ASCOM

  

Comentários