fbpx

Jaguariúna e Amparo aderem a Consórcio Intermunicipal de Saúde

O Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Metropolitana de Campinas (Cismetro) deu as boas-vindas na última quinta-feira, dia 29 de junho, aos municípios de Jaguariúna em Amparo, recém-integrados ao grupo. Com as novas adesões o consórcio, presidido pelo prefeito de Holambra, Dr. Fernando Fiori de Godoy, passa a contar com dez cidades associadas.

O Cismetro atua junto aos municípios consorciados com o objetivo de facilitar e agilizar ações conjuntas na área da Saúde, garantindo mais rapidez, qualidade e economia em exames, consultas e procedimentos oferecidos à população.

A assembleia que marcou o ingresso das duas cidades foi realizada semana passada em Holambra, no Salão da Terceira Idade, e contou com a presença do prefeito anfitrião e de Gustavo Reis, prefeito de Jaguariúna, além de secretários de saúde e representantes das cidades parceiras e do consórcio.

“O Cismetro é uma importante parceria que veio para melhorar um dos setores mais essenciais da administração pública e que mais precisam de investimentos e soluções criativas”, comentou Dr. Fernando. “A adesão de Jaguariúna e de Amparo vem para fortalecer esse trabalho. Estou certo de que, caminhando juntos, teremos condições de fazer mais e melhor pelos moradores das nossas cidades”.

A secretária municipal de Saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, explica que, para a cidade, o ingresso ao consórcio representa um grande avanço. “Começar a trabalhar em conjunto com outros municípios é o que buscamos hoje. A realidade financeira que estamos vivendo nos obriga a reduzir custos e o consórcio proporciona isso”, enfatizou. “Ele tem uma facilidade jurídica para que os municípios continuem fazendo o que fazem da melhor maneira, mas com gastos equilibrados. Então a gente aumenta a escala ao mesmo tempo em que diminui o custo”.

Maria Silvia Bergo Guerra, secretária da pasta em Amparo, explica que quando o município optou por aderir à parceria, primeiramente fez uma análise financeira e viu que era viável e geraria uma economia para a Prefeitura. “Em tempos de crise qualquer economia é muito oportuna. Temos dificuldades na contratação de médicos para atenção básica e, no Cismetro, visualizamos a melhor possibilidade”, explicou.

O Cismetro foi fundado em 2014 e, desde então, através de projetos aprovados pelo conselho técnico formado pelos secretários de cada município, já desenvolveu inúmeros serviços e soluções junto às cidades consorciadas. Fazem parte do grupo atualmente Holambra, Jaguariúna, Amparo, Santo Antonio de Posse, Cordeirópolis, Paulínia, Santa Gertrudes, Morungaba, Cosmópolis e Artur Nogueira.

  

Comentários