fbpx

Livro sobre defesa vegetal é lançado em São Paulo

O livro Defesa Vegetal – Fundamentos, Ferramentas, Políticas e Perspectivas foi lançado em 30 de junho, no Workshop Internacional Ameaças Fitossanitárias, em São Paulo, evento que discutiu os desafios da agricultura e o futuro da produção de alimentos no mundo. O evento foi realizado pela Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), Associação Brasileira de Defesa Vegetal (Andef) e Departamento de Sanidade Vegetal (DSV), órgão ligado ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Dois capítulos são de pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP).

O capítulo Prospecção de Inimigos Naturais para o Controle Biológico de Pragas Agrícolas Exóticas tem autoria de Luiz Alexandre Nogueira de Sá e Maria Conceição Peres Young Pessoa, pesquisadores do Laboratório de Quarentena “Costa Lima” que trabalham com controle biológico clássico de pragas quarentenárias e exóticas recentemente introduzidas no país.

Emília Hamada e Raquel Ghini são as autoras do capítulo Mudanças Climáticas e seus Impactos sobre a Distribuição de Pragas Agrícolas.

O livro contou com a participação de 53 autores, sendo 19 da Embrapa, refletindo a multidisciplinaridade e interinstitucionalidade da Defesa Vegetal. Entre eles, estão pesquisadores, fiscais, consultores e profissionais do setor privado. Foi dividido em quatro seções. Inicialmente são discutidos os fundamentos e a importância estratégica da Defesa Vegetal, com conceitos básicos e definições que permearão toda a publicação. Em seguida são apresentados os métodos utilizados em Sanidade Vegetal. Destes, alguns são correntemente utilizados no Brasil para o estabelecimento de políticas e ações de prevenção a pragas, enquanto outros têm uso ainda incipiente. Na terceira seção, são pontuadas as políticas públicas existentes para o efetivo exercício da Defesa Vegetal no Brasil. Finalmente, é feita uma reflexão sobre as tendências e as perspectivas da Defesa Vegetal no Brasil, através da discussão do efeito das mudanças climáticas e da necessidade de se identificar as principais ameaças para o país. E, por se tratar de um livro-texto, ele contém em seus anexos materiais de referência como um glossário dos termos técnicos, compilação indexada dos atos legais e normativos e uma listagem de recursos de suporte na internet relacionados ao conteúdo dos capítulos.

Conforme os editores Regina Sugayama, Marcelo da Silva, Suely Silva, Luís Carlos Ribeiro e Luís Rangel, a entrada e a disseminação de pragas exóticas tem se mostrado um problema para a agricultura brasileira nas últimas décadas. Estudos recentes apontam uma perda média anual de até 7,7% da produção agrícola brasileira, ou o equivalente a 25 milhões de toneladas, devido ao ataque de moscas, lagartas e outras doenças que atacam as plantas. De acordo os autores, as perdas do agronegócio brasileiro podem chegar a R$ 55 bilhões ao ano.

O livro pode ser adquirido pelo site http://www.defesaagropecuaria.net/#!pr-venda/c2r9

  

Comentários