Lixo e galhos são retirados do Ribeirão da Penha

Equipes da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA), Defesa Civil e SAAE iniciaram hoje de manhã o trabalho de limpeza de pelo menos três pontos críticos do Ribeirão da Penha, onde estavam acumulados muitos galhos e lixo.

De acordo com o biólogo Anderson Martelli, do SAMA, foi retirado cerca de 10 sacos de lixo de 100 litros de materiais como plástico, garrafas pet, latas de alumínio, papel, isopor e material orgânico, além de um caminhão de galhos. “Nossa preocupação é principalmente ambiental, mas a população também observa a parte estética, com muito lixo acumulado em alguns pontos”, disse.

Cerca de 15 pessoas dos três setores iniciaram o trabalho na altura da baia e continuam com o trabalho nesta sexta-feira, com previsão de conclusão da limpeza até a estação de captação de água. “É sempre bom lembrar que o Ribeirão da Penha é nosso principal corpo d’água e precisamos muito da ajuda da população para conservá-lo. Precisamos conscientizar a todos para que não joguem mais lixo no rio”, finalizou Martelli.

O trabalho de limpeza do Ribeirão da Penha é feito, em média, a cada seis meses. A última ação do tipo foi feita no início deste ano.

Matéria: Prefeitura de Itapira

  

Comentários