Morre o artista plástico e pesquisador Tóride Celegatti

Faleceu na manhã deste sábado (11) o artista plástico e pesquisador Tóride Sebastião Celegatti, de 83 anos. Ele lutava contra um câncer e morreu em decorrência do agravamento de um quadro de pneumonia.

Um dos principais nomes da história da Cultura de Mogi Mirim, Tóride é autor de obras que retratam a cidade através de livros históricos, maquetes, produções de instrumentos musicais, esculturas, pinturas, e também de restaurações, como o menino do guarda-chuva de cascata da Praça Floriano Peixoto, o Jardim Velho, além de comerciantes e industriários.

Outros inúmeros trabalhos fazem parte de sua carreira artística, pautada pelo profissionalismo e amor incondicional à história. No último dia 22 de junho, Tóride foi homenageado no Espaço Multiuso 250 anos Jornalista Valter Abrucez, localizado na Avenida Santo Antônio, ao lado do Centro Cultural “Lauro Monteiro de Carvalho e Silva”.

Um obelisco, criado e doado pelo artista à Prefeitura, recebeu a assinatura e o carimbo de suas próprias mãos, como forma não apenas de valorizar, mas também de saudar uma das figuras de maior destaque nas áreas artística e cultural da cidade.

O espaço é alusivo ao aniversário de 250 anos de Mogi Mirim, momento no qual Tóride participou ativamente das festividades e era membro da comissão de festejos. Restrita, a cerimônia contou com a presença de familiares e autoridades municipais. Seria uma das surpresas a serem apresentadas durante a inauguração do Espaço, que acontecerá ainda neste mês.

Tóride é detentor de um acervo histórico completo, formado por livros e fotografias sobre a história municipal. Suas maquetes retratam o início de Mogi Mirim, a Estação da Mogiana, ao lado do Espaço Cidadão, a Praça da Bandeira, em frente ao Colégio Imaculada Conceição, a Igreja Nossa Senhora do Carmo e o então Teatro de Tábua, antigo prédio próximo ao Jardim Velho.

“É uma singela homenagem a um dos principais artistas de Mogi Mirim, Tóride representa a memória, é uma enciclopédia do município. Um grande artista, com grandes obras e equipamentos da Cultura mogimiriana. O obelisco é mais uma marca dele”, celebrou, à época, o secretário de Cultura e Turismo, Marcos Antônio Dias dos Santos, o Marquinhos.

O Espaço 250 anos Jornalista Valter Abrucez segue em construção, e será mais um espaço público destinado à prática da cultura e do lazer à população. Agora, com sentido ainda mais especial. Com a marca e a presença de uma das figuras mais ilustres que a cidade já teve.

  

Comentários