Museu Bernardino de Campos recebe duas exposições em dezembro

Para concluir o calendário anual de atividades e ações desenvolvidas em 2018, que contou com recreações infantis, exposições, mostras, palestras, oficinas, entre outros, o Museu Histórico e Pedagógico Bernardino de Campos recebe, a partir do dia 12 de dezembro, duas importantes exposições temporárias.

A primeira diz respeito à mostra fotográfica BOTÂNICA Retratos, realizada em parceria com a fotógrafa e artista plástica Marilia Vasconcelos, especialista em retratos e autora do ensaio. A curadoria e expografia ficam a cargo da antropóloga visual Fabiana Bruno. Segundo a idealizadora, “Botânica Retratos é uma exposição fotográfica que busca denotar a diversidade humana e natural, na exata medida em que nos aproximamos também das plantas”. O ensaio propõe uma quebra dos padrões de beleza pré-estabelecidos e estimula que os seres representados em suas múltiplas expressões, se apropriem de adornos manufaturados de plantas e papel para compor as fotografias. A exposição completa é composta por 26 fotografias impressas em fine art, com molduras em madeira natural. A mostra também pretende instalar cinco manequins personalizados, forrados com tecido de algodão acolchoado e base de madeira contendo adornos utilizados nos ensaios, e dois adereços que poderão ser utilizados pelo público para a realização de selfies, possibilitando o intermédio entre o autor, o expectador e a própria obra. Poderá ser visitada de quarta a sábado, das 10h às 16h e domingos das 09h às 15h, até o dia 13 de janeiro de 2019.

A segunda é a Exposição “Áreas de Guardar – Reserva Técnica III”, uma proposta da equipe do próprio Museu amparense, que viu a oportunidade de demonstrar ao público um pouco de como funciona o acondicionamento dos artigos, móveis, utensílios, artefatos, entre outros, do rico acervo da instituição, atualmente estimado em 18 mil peças. A iniciativa visa responder uma pergunta frequente dos visitantes do museu: onde estão guardados os objetos do acervo museológico quando não estão expostos? Dos 18 mil itens, apenas 337 estão na exposição de longa duração “Horas do Tempo”. Todos os demais objetos estão divididos em três espaços que compõe a sua Reserva Técnica – local que costuma permanecer privado do público, responsável pelo abrigo e preservação do acervo – e são expostos, temporariamente, respeitando o cronograma anual de eventos, o layout do prédio e a disposição física das áreas de mostruário.  O Museu Bernardino de Campos, desde o restauro do edifício e de sua abertura, dedica-se diariamente à adequação de seus espaços e das suas Reservas Técnicas, sendo um dos maiores desafios dos museus manter todas as condições necessárias para a salvaguarda de sua história material. A exposição “Áreas de Guardar”, com a visita guiada à Reserva Técnica III fica em cartaz de quarta a sábado, das 10h às 15h30h e domingos das 09h às 14h30, até o dia 28 de dezembro.

  

Comentários