Polo Gastronômico encerra festival com Workshop e Degustação

Cardápio diferenciado marca workshop e jantar de encerramento do Festival de Gastronomia 250 anos, promovido pelo Polo Gastronômico da Baixa Mogiana. Os proprietários dos estabelecimentos participantes foram recepcionados pelos chefs da Unidade do Senac de Mogi Guaçu em sua cozinha, especialmente, desenhada para atender à exigência dos mais altos níveis profissionais da área.

Marcaram o evento as Técnicas Avançadas em Gastronomia. O diferencial do evento, realizado no dia 28, segunda-feira, foi que os participantes prepararam o próprio jantar, isso mesmo todos tiveram acesso às técnicas de preparo e comprovaram sua eficiência. No menu: Entrada: salada caprese. Prato principal: risotto de morangos com amêndoas e fillet mignon ao molho de brie com ervas. Sobremesa: bananas flambadas (em conhaque) com sorvete de creme. Tudo devidamente preparado pelos convidados e orientados pelos chefs da unidade.

Gostei muito de estar envolvido nessa atividade, o festival foi trabalhoso, foram mais de 4 meses para organizar, preparar, visitar as empresas e depois, durante os 30 dias do evento, o cuidado de realizar muita divulgação digital e impressa. O mapa desenhado com os endereços e a localização de cada estabelecimento, elogiado por muitos, nesse formato ainda não havia nada semelhante.

O festival mostrou que as empresas podem se unir para desenvolver boas ações para elas mesmas. Entre os relatos posso passar alguns: “Recebemos diversas pessoas que vieram ao nosso restaurante, pela propaganda ou pela curiosidade no prato do festival e não vieram sozinhas, vieram acompanhadas de mais pessoas e acabaram experimentando o prato do festival e outros pratos”. “Alguns vieram mais de uma vez para saborear o mesmo prato”. “Tivemos muitos elogios pelo formato e pela oportunidade de preparar algo diferente e saboroso”, “Algumas pessoas perguntaram, quando vai acontecer novamente”, “Gostamos muito do mapa, agora somos uma cidade de turismo”. “Deveria haver mais empresas participando, melhor, todas deveriam participar”, e assim vão os comentários.

Esse exemplo pode ser seguido não só pelos bares e restaurantes, mas por todos os segmentos comerciais, por todos os empreendedores, formação de grupos do mesmo setor, com as mesmas dores, conversar e procurar soluções e criar ações juntos.

Para isso, é preciso parar de olhar apenas para si mesmo, deixar de esconder problemas e partilhar. A busca de solução em conjunto é um dos princípios que mais tem dado certo para as novas empresas, quando todos colocam um pensamento único em um mesmo ambiente, as frequências dos pensamentos se espalham e podem ser acessados por todos no grupo, isso faz com que a solução seja compartilhada e melhorada por todos. É uma construção coletiva, com muito possibilidade de sucesso.

Como empreendedores é necessário sair do isolamento e se agrupar com semelhantes, juntos todos são fortes para solucionar os problemas, as particularidades de cada um é única, mas há muitas ações que podem ser feitas em conjunto e que vão facilitar para todos.
Pense nisso e boa semana!

 


Comentários