R$ 491 milhões em prêmios de loteria não foram resgatados em 2021

Acredite se quiser – há quem ganhe na loteria mas que não vai resgatar o prêmio. Somente em 2021, entre janeiro e setembro, os vencedores de diversos prêmios deixaram de retirar mais de R$491 milhões, de acordo com dados divulgados pela Caixa Econômica Federal.

O valor esquecido (ou ignorado) é maior do que o prêmio pago na Mega da Virada de 2021: um total de R$370 milhões, maior quantia já sorteada na história do concurso. Para se ter noção da infelicidade dos “ganhadores”, apenas em abril eles deixaram de sacar R$272,6 milhões, reforçando o fato de que sorte não é tudo.

O mais interessante nesta história é que a somatória do valor não sacado nestes dez meses de 2021 é a maior dos últimos seis anos, sem considerar a inflação. Em 2020, por exemplo, “somente” R$312 milhões em prêmios não foram resgatados. Os concursos que entram para a lista são a Mega-Sena, Quina, Dupla Sena, Lotofácil, Lotomania, Timemania  e Loteca.

Uma teoria que explica este fato inusitado é o receio de sair de casa devido à pandemia – o lado bom é que hoje em dia já é possível apostar sem sair de casa, ainda aproveitando que as plataformas online oferecem bônus sem depósito para novos usuários. Diferente das loterias, nas casas de apostas online você pode utilizar o seu conhecimento em diversos esportes, como o futebol, vôlei, e até mesmo esportes eletrônicos, para aumentar as chances de vitória. Os sites que dão bônus sem depósito ainda permitem que você palpite sem gastar nada no início, uma promoção rara mas muito bem-vinda para quem quer testar a tecnologia antes de arriscar.

Valores

Veja abaixo, a lista com os valores não sacados nas loterias em 2021, de acordo com o mês.

– Janeiro: R$ 27.742.000

– Fevereiro: R$ 23.290.000

– Março: R$ 29.817.000

– Abril: R$ 272.631.000

– Maio: R$ 23.824.000

– Junho: R$ 21.554.000

– Julho: R$ 26.702.000

– Agosto: R$ 32.029.000

– Setembro: R$ 33.417.000

            Para onde o dinheiro vai?

Com isso, fica a dúvida: se o dinheiro não-resgatado não vai para o bolso dos vencedores, então para onde ele vai? Bem, caso não seja sacado no prazo de 90 dias, o valor dos prêmios de loterias é repassado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa federal de financiamento que ajuda estudantes de baixa renda a cursarem o ensino superior em instituições privadas.

No ano de 2020, o Balanço Geral da União calculou um ajuste de prejuízos para R$ 27,9 bilhões no Fies. Já no fim de 2021, o governo federal permitiu a renegociação das dívidas da iniciativa através de uma Medida Provisória – com ela, estudantes têm possibilidade de perdão de até 92%.

            E a arrecadação?

Também vale refletir para onde vão as arrecadações geradas pelas apostas nas loterias. Além de administrar o destino dos prêmios esquecidos, a Caixa Econômica Federal é responsável pelo repasse do valor arrecadado. De acordo com a instituição, estes valores são reinvestidos no país em diversas áreas da economia, como segurança, educação, saúde, entre outras.

A respeito dos repasses sociais, ela ainda afirma: “Além de alimentar os sonhos de milhões de apostadores, as loterias Caixa constituem uma importante fonte de recursos para fomentar o desenvolvimento social do Brasil. Quase metade do total arrecadado com os jogos, incluindo o percentual destinado a título de Imposto de Renda, é repassado para investimento nas áreas prioritárias.”

Por exemplo, 43,35% da arrecadação da Mega Sena é transformada no prêmio bruto e 19,13% é redirecionado para as despesas de custeio e manutenção. O restante é dividido entre diferentes fundos e áreas, como Seguridade social (17,32%), Fundo Nacional de Segurança Pública (9,26%), Fundo Nacional da Cultura (2,92%), Ministério do Esporte/Cidadania (2,46%), Comitê Olímpico do Brasil (1,73%), entre outros.

  

Comentários