SAAE executa serviços de recuperação de trecho de emissário na “Curva da Conserva”

Funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Pedreira (SAAE) através da coordenação do Setor Operacional, trabalharam intensamente desde as primeiras horas da terça-feira, dia 12 de abril, para reparar trecho do emissário de esgoto  – é o responsável pelo afastamento do efluente doméstico de parte da zona leste da cidade, que compreende a região dos bairros Jardim Andrade, Conjunto Oswaldo Teixeira de Magalhães, Conjunto Habitacional Luiz Broglio Sobrinho e outros situados nas imediações – que foi danificado e vinha provocando vazamento e mau cheiro, no trecho da SP-95, proximidades da “Curva da Conserva”. Nelson Antonio Cremasco que  acompanhou os trabalhos,  apontou que o emissário apresentou deslocamento nesta extensão e os dejetos estavam sendo despejados no córrego da Boa Vista, que passa atrás das casas da Conserva.

Com o vazamento havia risco de solapamento do local, o que poderia comprometer a pista da SP-95 e causar grandes danos. Os servidores do SAAE contaram com a ajuda da Guarda Municipal, na sinalização de parte da pista, além da orientação aos motoristas para que diminuissem a velocidade, pois se trata de uma curva estreita e perigosa.

Para início dos trabalhos, uma autorização para serviços de manutenção foi expedida pelo D.E.R no dia 11 de abril. Essa autorização se fez necessaria pois o trecho é de responsabilidade do orgão.

O prefeito Carlos Pollo salientou que a municipalidade não mediu esforços para resolver o problema, por se tratar de questão ambiental e de saúde pública. Houve a necessidade de estudos, em função do elevado número de veículos que se utiliza da Rodovia e a melhor forma de executá-lo, sem riscos aos funcionários e com o mínimo de transtorno aos usuários dessa movimentada ligação”, concluiu o prefeito Professor Carlos.

De acordo com Nelson Antonio Cremasco, diretor operacional do SAAE, a providência se fez necessária para evitar possíveis danos na pista o que poderia provocar acidentes. Nos serviços, os funcionários atuaram com precisão para reparar o dano encontrado no emissário. “Os funcionários trabalharam intensamente para solucionar os problemas encontrados e liberar o mais rapido possível o local, evitando ampliar os transtornos aos usuários”, finalizou Cremasco.

Matéria: Sidenei Defendi

  

Comentários