VACINAÇÃO DAS CRIANÇAS COMEÇA AMANHÃ EM AMPARO

Na próxima terça-feira, 18 de janeiro, a Secretaria de Saúde começa

a vacinação contra a Covid-19 das crianças de 5 a 11 anos em Amparo.

A vacinação infantil acontecerá nas USF Pinheirinho e USF Silvestre,

das 8h às 16h, todos os dias. Na USF Pinheirinho, às terças e

quintas-feiras também tem vacinação das 17h às 19h, e a USF

Silvestre estará vacinando até às 18h às terças, quartas e sextas.

 

Nas USF MARP, USF Boa Vereda, USF Pedrosos, USF Rosas, USF Vale Verde,

USF Três Pontes e USF Arcadas as crianças serão agendadas pelas

equipes das Unidades de Saúde, que entrarão em contato com os

responsáveis das crianças para realizar o agendamento.

 

Na primeira fase da vacinação, o público-alvo são as crianças de 5

a 11 anos com comorbidades ou deficiência, que deverão apresentar

qualquer comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco

(exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc.), desde

que conste o CRM do médico.

 

Para a vacinação, o RG e CPF dos responsáveis e da criança devem ser

apresentados. Além disso, os pais deverão preencher o termo de

assentimento, que pode ser encontrado no link

https://www.amparo.sp.gov.br/noticias/corona-virus/declaracao-de-comorbidades-e-termo-de-assentimento

 

As datas da vacinação dos outros grupos serão divulgadas pela

prefeitura conforme a divulgação do Governo do Estado e a

disponibilidade de doses da vacina infantil.

 

Aos papais e mamães: Se seu filho está com sintomas de Covid-19 ou

teve a doença nos últimos 30 dias, não o leve para vacinar nesse

momento, pois isso pode agravar o quadro de saúde dele.

 

A vacinação é e segue sendo ESSENCIAL para a proteção de todos

nós.

 

Confira a relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde

que serão atendidas nesta etapa: Doenças Cardiovasculares,

Insuficiência cardíaca, Cor-pulmonale (alteração no ventrículo

direito) e Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes

coronariana, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doença da

Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas, Arritmias

cardíacas, Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados,

Diabetes mellitus, Pneumopatias crônicas graves, Hipertensão arterial

resistente (HAR), Hipertensão arterial – estágio 3, Hipertensão

arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade,

Doença Cerebrovascular, Doença renal crônica, Imunossuprimidos

(transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de

corticoides; pessoas com câncer), Anemia falciforme e talassemia maior

(hemoglobinopatias graves), Obesidade mórbida e Cirrose hepática.

  

Comentários